quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

POEMA DO AMIGO APRENDIZ fernando pessoa.


Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso: é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo de acertar nossas distâncias
.

NECESSIDADE



Necessidade de quê?

O frio, de abrigo.
Do abraço,
o amigo.

O pão, de fermento,
Da mãe, o rebento.

O remorso, de perdão.
Da Maria, o João.

O alimento, de sabor,
Do remédio, a dor.

O circo, de magia.
Da rima, a poesia.

Eu, de você.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

ACRÓSTICO


F ácil demais amar
E ssa minha menina de
R ara beleza e brilho.
N ada permanece igual
A pós a sua chegada.
N ada tem a mesma alegria
D epois da sua partida.
A mo você até a Lua; ida e volta.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

O CALDEIRÃO DA BRUXA gláucia lemos


Gato,
Sapo,
Rato
E cordão de sapato.
Tudo na mesma panela,
Pó de café,
Botão de boné
E unha do dedão do pé.
Mexe com fé
E joga tempero nela,
Joga tempero nela,
Joga tempero nela.

Comida de bruxa
É um luxo

Para o bruxo.




quarta-feira, 12 de outubro de 2016

MINHAS MENINAS




São duas meninas lindas
mas são muito diferentes.
Elas enchem de orgulho
o coração da gente.
Às vezes trocavam de nome
para a mãe confundir.
Quando chamava a mais nova,
quem vinha era a outra, a sorrir.
Uma é óleo, outra é água, acreditem!
Uma se parece com a mãe, dizem
a outra lembra o pai também.
Uma fala demais, gesticula, interpreta
a outra é mais quieta.
Uma só come a casca do pão
a outra come o miolo, por que não?
Uma só ¨pink¨queria usar
A outra, só cinza queria comprar.
Mudar minhas meninas, nem mesmo tente
pois cada qual tem seu encanto.
Uma é sãopaulina doente
A outra torce pro Santos.
Uma adora curtir o momento
a outra planeja, pondera, sente.
São cheias de talento
mas são muito diferentes
São duas meninas lindas

que aprenderam a ser gente.

PÉROLAS DA EDUCAÇÃO 34

_ O que vocês fizeram de gostoso nas férias?

_ Fui pra casa da minha avó.

_ Ajudei meu pai a catar latinhas pra reciclar.

_ Aprendi a fazer cachecol com minha mãe.

_ Fui passear na casa do meu pai.

_ Cuidei do meu irmão, soltei pipa e escrevi uma cartinha pra você, professora.

_ Passei BARBOSA nas pernas pra ver se nasce pêlo.

PÉROLAS DA EDUCAÇÃO 27

_ Professora, eu se dei bem!

_ Eu ME dei bem.

_ Tá. Nóis se demu.