sexta-feira, 14 de março de 2014

POEMA DO AMIGO APRENDIZ fernando pessoa.


Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso: é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo de acertar nossas distâncias
.

9 comentários:

Anônimo disse...

Susana não tenho blog, mas tenho e-mail.
Não tenho intimidade, nem gosto de toda está tecnologia.
Estou satisfeito em vê-la muito bem.
Beijo enorme e saudoso.
Sanagê.

Susana disse...

Que delícia de surpresa!!! Fiquei feliz demais com notícias de alguém tão querido. Saudade, bjo!!

Anônimo disse...

E é tão bom ter amigos... Assim como é muito bom ter você!!
Loviuuu!!!
Beijos,
Fe

Susana disse...

Loviuuu too!!!

Julinho disse...

O Sanagê está do meu lado aqui. E eu, rindo. Ele achou que quem escreveu depois, enciumou. Foi a Fernanda, nossa filha. Ele disse que tem e-mail e não disse qual. É sanage.cardoso@bcb.gov.br. Beijos a todos... Acaba de chegar no recinto, o Edilson. Eles te mandam abraços e beijos.

Julinho disse...

O Sanagê me passou a seguinte preocupação: que o e-mail dele seja utilizado, tão-somente, para comunicação entre os dois, Susana e ele. Bem... famoso do jeito que ele é, se descobrem o e-mail dele aqui, imagina só o quanto a caixa postal vai se encher (hauhauhauhua)

Susana disse...

Que saudade, meninos!! Vontade de rever, conversar, rir. Bjão, queridos!Valeu, Jú!

Anônimo disse...

Suzana,
Tava atrás deste poema via google e cheguei até vc.
Vejo inclusive que ele foi postado há um bom tempo(2009).
O que me deixou intrigada é que também sou geminiana e por incrível que parece essa discrição do seu perfil poderia ser minha....
Abraços!

Luiz Antonio Rocha disse...

Prezada Susana

Poema do amigo aprendiz, salvo melhor juízo não é de autoria de Fernando Pessoa. A letra é de autoria desconhecida. Atenciosamente, Luiz Antonio Batista da Rocha. Barretos - SP e-mail rocha@outorga.com.br